Q.D.I.® para Instituições de Ensino Superior - I.E.S.

O Questionário Diagnóstico de Inovação – Q.D.I.®  - para I.E.S.  se propõe a identificar de que formas as Instituições de Ensino Superior promovem o desenvolvimento de sua capacidade inovadora através da gestão de seus ativos intangíveis e capital intelectual.   Avalia o potencial de inovação da Instituição, mediante a análise dos modelos, sistemas, práticas e rotinas organizacionais adotadas na gestão de seus recursos intelectuais, financeiros, tecnológicos, humanos, estruturais e infra-estruturais.  Permite também identificar os principais fatores facilitadores e restritivos à inovação dentro de suas realidades institucionais e mercadológicas específicas, e analisar as relações de interdependência e interconectividade entre os fatores críticos para os processos de inovação nestas instituições.

O  Q.D.I.® para I.E.S. é composto de 56 perguntas relacionadas à 25 indicadores críticos para a inovação na Instituição.   Veja abaixo quais são estes indicadores.

Descrição de Indicadores do Questionário Diagnóstico de Inovação - Q.D.I.®  para Instituição de Ensino Superior - I.E.S.

No.

Indicadores

Descrição

1

Aprendizagem Organizacional

  • Avalia em que medida a IES  promove sua capacidade de aprendizagem  institucional/organizacional visando   a geração de inovação. 

2

Avaliação de Desempenho, Reconhecimento e Promoção

  • Avalia em que medida a  IES  adota sistemas de avaliação de desempenho, reconhecimento e promoção  de seus colaboradores que contemplam o comportamento inovador,  competências e conhecimentos críticos para o desenvolvimento de projetos de inovação.
  • Avalia em que medida os sistemas de avaliação de desempenho, reconhecimento e promoção contemplam o comportamento inovador, os conhecimentos críticos, as competências individuais e a capacidade de colaboradores contribuírem para a inovação na organização.

3

Barreiras à Inovação

  • Avalia em que medida existem barreiras à inovação.
  • Identifica os principais fatores restritivos à inovação, podendo estas serem de caráter individual (comportamental), organizacional (estrutural / infra-estrutural ou cultural), social, ambiental, mercadológico, regulatório,  micro e/ou marco-econômico ou concorrencial.

4

Capacitação para a inovação

  • Avalia em que medida os programas de capacitação oferecidos pela   IES  a seus colaboradores  desenvolvem as competências estratégicas necessárias para alavancar a capacidade empreendedora e inovadora, em nível individual, de equipe e organizacional.

5

Cultura  e Valores Organizacionais

  • Avalia em que medida a cultura e valores organizacionais  da IES  promovem e sustentam  o comportamento inovador, a atitude intra-empreendedora e os processos de inovação.

6

Comunicação Organizacional

  • Avalia em que medida os modelos e sistemas de comunicação sustentam os processos de gestão da inovação na organização;
  • Avalia em que medida os sistemas de Tecnologia, informação e comunicação (TIC) promovem o acesso e a integração de informações,  conhecimentos e competências necessárias para desenvolver projetos de inovação.

7

Estratégia Organizacional

  • Avalia em que medida as estratégias, missão, visão, objetivos e metas organizacionais encontram-se orientadas à inovação e alinhadas às estratégias institucionais.
  • Avalia em que medida os direcionadores estratégicos promovem e alinham as ações de funcionários e colaboradores diretos e indiretos da IES  de forma a promover o desenvolvimento de projetos de inovação. 

8

Estrutura e Infraestrutura Organizacional

  • Avalia em que medida a  IES  se utiliza de seus recursos estruturais e infra-estruturais para promover desenvolver projetos de inovação.

9

Geração de Inovações

  • Avalia em que medida a IES  gerou inovações, de que tipo, em que grau e em qual período de tempo, por meio da contribuição de seus funcionários e colaboradores diretos e indiretos.
  • Avalia em que medida a  IES  gerou resultados tangíveis e intangíveis por meio das inovações desenvolvidas, patenteadas e comercializadas por meio de acordos colaborativos com parceiros de seu ecossistema de negócios.

10

Gestão Criativa

  • Avalia em que medida a IES  estimula a criatividade em nível individual, de equipe e organizacional.
  • Avalia em que medida a  I.E.S  promove a solução criativa de problemas, e dispõe de sistemas de captura e gestão de ideias de funcionários e colaboradores diretos e indiretos pertencentes ao seu ecossistema de negócios, de forma a desenvolver inovações.

11

Gestão de Projetos de Inovação

  • Avalia em que medida a IES e seus gestores conhecem e adotam modelos e práticas de gerenciamento de projetos de inovação. 

12

Gestão de Mudanças

  • Avalia em que medida a  IES  se organiza para gerir as oportunidades de inovação a partir de mudanças mercadológicas, tecnológicas, demográficas, ambientais, sociais e do ambiente regulatório.

13

Gestão do Conhecimento

  • Avalia em que medida a IES  identifica e desenvolve as competências essenciais e conhecimentos críticos para a inovação.
  • Avalia em que medida a  IES  gerencia o conhecimento individual, de equipe e organizacional visando desenvolver projetos de inovação.

14

Gestão Empreendedora

  • Avalia em que medida a  IES  gerencia os seus recursos humanos, financeiros, tecnológicos, estruturais e infraestruturais para apoiar o empreendedorismo organizacional  ou intra-empreendedorismo.   

15

Inovação Cooperativa

  • Avalia em que medida a  IES  estabelece, realiza e gerencia acordos colaborativos  com funcionários, colaboradores diretos e indiretos, e parceiros externos existentes em seu ecossistema de negócio para desenvolver projetos de inovação.
  • Avalia em que medida a organização identifica os recursos humanos, tecnológicos, financeiros estruturais e infra-estruturais existentes em funcionários, colaboradores diretos e indiretos, parceiros externos e demais atores existentes em seu ecossistema de negócios, e os utiliza para desenvolver inovações conjuntamente.
  • Avalia em que medida a  IES  adota modelos de trabalho colaborativo entre funcionários e colaboradores diretos e indiretos, para promover a interação necessária para apoiar os processos de gestão da inovação na organização

16

Modelos de Trabalho Colaborativo

  • Avalia em que medida a  IES  adota modelos de trabalho colaborativo entre funcionários e colaboradores diretos e indiretos, para promover a interação necessária para apoiar os processos de gestão da inovação na organização.

17

Monitoramento do ambiente

  • Avalia em que medida a IES  monitora o ambiente externo no(s) mercado(s) em que atua  para acompanhar as principais tendências, identificar novos produtos/serviços lançados pela concorrência e identificar novas oportunidades de negócios.

18

Nível de Confiança

  • Avalia em que medida a IES  promove um ambiente de confiança para facilitar a troca, transferência de conhecimentos e alocação de competências visando alavancar sua capacidade de inovar.

19

Papel das Lideranças

  • Avalia em que medida os gestores – lideranças conhecem os modelos de gestão, estratégias, metodologias existentes e necessários para gerenciar processos de inovação.
  • Avalia em que medida os gestores - lideranças gerenciam adequadamente os recursos organizacionais (recursos humanos, tecnológicos, financeiros, estruturais e infra-estruturais) de forma a fortalecer a competência da inovação no nível individual, de equipe e organizacional.

20

Pesquisa Científica e Tecnológica

  • Avalia em que medida a I.E.S. desenvolve pesquisas científicas e tecnológicas com outras organizações públicas e/ou privadas.
  • Avalia em que medida a I.E.S. recebeu patentes e outras formas de registro de propriedade industrial e intelectual.
  • Avalia em que medida a I.E.S. disponibiliza suas patentes e outras formas de registro de propriedade industrial e intelectual por meio de comercialização, licenciamento e/ou transferência à organizações públicas e/ou privadas.
  • Avalia em que medida a I.E.S. publica trabalhos científicos em meios literários acadêmicos e científicos em colaboração  com outras organizações públicas e/ou privadas.

21

Proteção ao Conhecimento

  • Avalia em que medida a IES  identifica e monitora patentes e outros registros de proteção à inovações desenvolvidas pela concorrência e demais participantes de seu ecossistema de negócios.
  • Avalia em que medida a  IES  protege as inovações desenvolvidas  pela instituição como parte de sua estratégia de inovação.

22

Recrutamento e Seleção

  • Avalia em que medida os sistemas de seleção interna e/ou externa adotados pela IES contemplam o comportamento inovador, os conhecimentos críticos, as competências individuais e a capacidade de funcionários e colaboradores contribuírem para a inovação.

23

Redes e Mídias Sociais

  • Avalia em que medida a  IES  monitora e usa as redes formais e informais e as mídias sociais para apoiar os processos de gestão da inovação.

24

Retenção de Talentos

  • Avalia em que medida a  IES adota práticas visando a retenção de funcionários e colaboradores com competências e conhecimentos críticos para projetos de inovação, com o objetivo de alavancar sua capacidade de inovar.

25

Uso de incentivos e linhas de fomento à inovação

  • Avalia em que medida a  IES  monitora e utiliza os incentivos fiscais e linhas de fomento à inovação oferecidas por agências /organizações públicas e/ou privadas  para desenvolver projetos de inovação.